Le Nuove Musiche

Concerto realizado em:
23/10/2021 na Catedral da Sé – Cripta

Marcando a retomada das apresentações dos Concertos Cripta – após interrupção de 17 meses causada pela pandemia do Covid-19 -, uma reunião de obras de Johann Sebastian Bach (1685 – 1750) apresenta ao público um percurso de redenção. 

O compositor alemão é autor de peças para todos os tipos de vozes, grupos e instrumentos de sua época. O recorte selecionado pelo grupo Le Nuove Musiche para sua apresentação na Cripta traz o aspecto mais célebre de Bach: música para vozes a partir de textos sacros.

Nas obras presentes no concerto há o ser humano que se reconhece limitado, pecador, um “passageiro neste mundo” e a misericórdia e consolo trazidos a ele por Cristo: representado pelo famoso moteto Jesu, meine Freude (Jesus, minha alegria). 

Amarrando o conceito da apresentação, o Le Nuove Musiche escolheu como título a palavra em latim “Consolatio”. Ela remete à solus, uno, inteiro. Em outros termos: consolar é satisfazer o ser humano, devolvendo-lhe sua inteireza.

Previous
Next

Sobre

O Le Nuove Musiche é um grupo vocal paulistano formado em 2015 por jovens cantores apaixonados pela música de J. S. Bach e pelo repertório coral brasileiro

Desde sua fundação o grupo tem se apresentado em diversos palcos da capital paulista, com repertório diversificado que vai da música da Renascença ao que há de mais novo na produção coral brasileira.

No início de 2017 preparou, ao lado da Orquestra Arte Barroca, uma série de concertos de Páscoa compostos exclusivamente de cantatas de J. S. Bach, e a partir de então surgiu a ideia de apresentar regularmente o compositor alemão em paralelo ao extenso e rico repertório coral brasileiro.

O grupo tem cantores, provenientes de diferentes instituições de São Paulo, como: Universidade Estadual Paulista (Unesp), Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), Escola de Música do Estado (Emesp) e Theatro Municipal de São Paulo.